Sobre o Laptop XO

De LEC

Ir para: navegação, pesquisa

Página Principal do UCA | O que é o Projeto UCA? | O que é o Piloto do LEC? | Professores e alunos | Comunidade do SL no UCA



Xo frontal1.jpg


Tabela de conteúdo

História

Antecedentes

No final da década de 1960, a indÃ?ºstria da computação estava nascendo. O mundo da informática era dominado por grandes empresas que fabricavam grandes computadores, chamados mainframes. A maior parte das pessoas pensava que no mundo existiam apenas alguns milhares de computadores, instalados em grandes centros pesquisa, universidades e grandes empresas. Esses computadores seriam utilizados por engenheiros altamente especializados que demorariam anos para aprender a utilizar as "grandes" máquinas, sempre no espaço de laboratórios. Entretanto, duas pessoas ajudaram a mudar essa visão para sempre.

O primeiro foi um pesquisador sul-africano chamado Seymour Papert. Papert é matemático por formação, e depois de terminar seu doutorado teve a oportunidade de ir estudar por quatro anos com Jean Piaget, no Centro de Epistemologia Genética em Genebra.

O segundo, um jovem recém saído da universidade teve uma visão de um futuro diferente, no qual o computador seria parte da vida das pessoas. Seu nome era Alan Kay.

Alan Kay reuniu vários elementos provenientes das inovações ocorridas na área de informática para forjar uma idéia aparentemente tola para a época: tornar possível a produção um "computador pessoal". Na realidade, Kay foi influenciado pelas idéias de Seymour Papert de que os computadores poderiam mudar a educação e a sociedade como um todo. Nesse sentido, eles ajudariam as crianças a alcançarem novas formas de pensamento, até então inatingíveis para elas, e mudariam a forma com que elas se relacionam com o conhecimento. Entretanto, os "grandes" computadores da época eram inadequados para o ambiente da escola. Visando solucionar o impasse, Kay concebeu um pequeno computador, que deveria ter tamanho semelhante a um caderno. Para atingir esse tamanho, ele imaginou utilizar os recém criados monitores de cristal líquido. Para que os computadores se comunicassem entre si, ele imaginou que seria possível utilizar uma rede sem fio, que ainda estava nos estágios iniciais de desenvolvimento. A esse micro Kay chamou de "Dynabook" e, apesar de nunca ter sido construído, foi considerado o precursor dos notebooks modernos.

Erro ao criar miniatura: Arquivo aparentemente inexistente: /export/var/www/lec/wiki/images/3/37/Dynabook.jpg
Ilustração do Dynabook de Alan Kay

A idéia de Alan Kay era tão Ã?  frente do seu tempo, que, devido Ã? s limitações técnicas, não foi possível construir o Dynabook. Entretanto, Alan começou uma longa empreitada para desenvolver as tecnologias necessárias para a construção desse equipamento. A mais famosa delas, desenvolvida para a linguagem de programação Smalltalk, é certamente uma metáfora do Desktop. O próprio Smalltalk, a linguagem com a qual as crianças deveriam programar o Dynabook, foi um grande avanço para a computação, pois criou o que hoje conhecemos como orientação a objetos. O próprio nome "Smalltalk", que pode ser traduzido como Conversinha, refere-se a uma forma simples e natural de programar.

Portanto, a idéia de um notebook para crianças não é algo novo e utópico. A realidade é inversa, pois o próprio notebook foi concebido com uma máquina das crianças.

Projeto One Laptop Per Child - OLPC

história do projeto em sí

Pensado para a Educação

Depois do sonho do Dynabook de Alan Kay e da equipe do Xerox Park, nenhum novo esforço de desenvolver um computador voltado para as crianças. Durante as décadas de 1980 e 1990, a história da indÃ?ºstria da informática sustenta-se em criar equipamentos para o trabalho e para a guerra. O projeto OLPC propÃ?´s-se justamente a resgatar esse ideal do computador como ferramenta de aprendizado, desenvolvendo uma máquina como o mundo ainda não havia visto, o laptop XO.

Nicolas Negroponte, idealizador do projeto OLPC, diz que "esse é um projeto de educação, não um projeto de um laptop". A Profa. Léa Fagundes, coordenadora do LEC, costuma complementar dizendo que "este é um projeto de qualificação da educação".

Para muitas pessoas, é difícil compreender que a educação é o objetivo principal dessa iniciativa, confundindo com inclusão digital ou de formação de profissionais de informática. Trata-se de criar um equipamento que auxilie as crianças a desenvolverem-se tanto afetiva quanto cognitivamente. Para tanto, o computador torna-se em uma ferramenta de expressão da imaginação e da criatividade do aluno, um instrumento para ele criar micromundos.

Portanto, o XO não é uma reprodução de um laptop de mercado, cujas capacidades foram reduzidas para conseguir um baixo custo. O XO é uma re-invenção do computador como o conhecemos hoje, desenvolvido pensando nas necessidades das crianças e que apresenta uma série de novas tecnologias desenvolvidas especificamente para ele. Para criar uma revolução na educação, não é fazer as mesmas coisas que um computador convencional da mesma forma.

O Laptop

Inovações

Tecnologia de Display

Rede Mesh

Gerenciamento de Energia

Geração manual de energia

Stylus + Touchpad

Design Resistente

Interface Gráfica

Sugar

Aplicativos

Links Importantes

Ferramentas pessoais
Espaços nominais
Variantes
Ações
lec
comunidade
Navegação
Ferramentas